Amazonas se prepara para temporada de cruzeiros 2014/2015

By -

cruzeiros-manausA Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), por meio do Grupo de Gestão Integrada de Segurança e Ética no Turismo do Estado do Amazonas (GGI-AMTUT), realizou a primeira reunião sobre os receptivos da nova temporada de cruzeiros marítimos no Estado.

O encontro teve como objetivo discutir traçar estratégias para a próxima temporada, que iniciará no dia 18 de novembro deste ano, com a chegada do navio Seaborn Quest, e terminará no dia 10 de maio de 2015, com o navio Hanseatic. Ao todo, serão 18 navios que visitarão o estado.

A reunião contou com a presença de representantes da Policia Civil, Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp), Porto de Manaus, Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (ManausCult), Polícia Militar do Amazonas (PMAM), operadores e armadores.

Na oportunidade, a chefe do Departamento de Registro e Fiscalização da Amazonastur, Luciana Vieira, divulgou a pesquisa socioeconômica da última temporada de cruzeiros. Os itens Infraestrutura Portuária (83,23%), Informações Turísticas (80,43%), Opções de Lazer (63,76%) e Comunicações (60,23%) tiveram avaliações positivas na última temporada.

Para a presidente da Amazonastur, Oreni Braga, a reunião do GGI-AMTUR é importante para melhorar ainda mais o receptivo no Estado. “Na pesquisa, percebemos que evoluímos em vários pontos, porém, precisamos unir forças para melhorarmos ainda mais e tomar providências para essa próxima temporada de cruzeiros. Dessa vez, a expectativa aumenta devido à repercussão positiva que tivemos na Copa do Mundo”, disse Oreni.

Perfil do turista – Foi identificado na pesquisa que 46,32% dos turistas tinham a procedência dos Estados Unidos, seguido da Inglaterra (25,85%) e Alemanha (15,61%). A maioria tem curso superior (61,61%) e renda mínima entre US$ 15.001,00 e US$ 25.000,00. A pesquisa ainda revela que, dos 17.730 mil turistas que passaram pelo Estado na última temporada, 73,34% tinham mais de 65 anos e gastaram cerca de R$ 6,5 milhões em sua estadia na região.

Roberto Brasil