Amazonas Energia executa plano emergencial pelas enchentes no Estado

By -
"O remanejamento de redes elétricas, assim como o monitoramento de desabamentos continua sendo prioridade das equipes”, salientou Albuquerque

“O remanejamento de redes elétricas, assim como o monitoramento de desabamentos continua sendo prioridade das equipes”, salientou Albuquerque

Da Redação – O Plano Preventivo e Emergencial está sendo executado pela Eletrobrás Amazonas Energia e já iniciou a fase mais intensa nos municípios em situação critica no interior do Estado. O objetivo é de resguardar a integridade física das pessoas em áreas de risco, as ações das equipes técnicas são de travessias, sinalização e outras que estão sendo priorizadas e terão um custo de R$ 300 mil. O informe foi revelado nesta quinta feira (30), na sede da Empresa no centro de Manaus.

Segundo o Diretor de Geração Distribuída, José Albuquerque da Rocha, as ações preventivas são realizadas desde o começo do ano nas localidades onde a cheia dos rios faz com que as embarcações se aproximem da rede de distribuição de energia elétrica.

O trabalho das equipes consiste em elevar a altura dos cabos em travessia de rios e igarapés, sinalizar a área da rede com placas de alerta para embarcações, assim como retirar transformadores e medidores onde o nível das aguas ameaçam o sistema e realizar desligamentos de vãos de rede. A finalidade é a de preservar o funcionamento dos equipamentos que atendem à população local.

eletrobras-jose-albuquerque-02A ação dos 60 profissionais técnicos será contínua informou o Diretor da Eletrobrás, priorizando Boca do Acre que se encontra em estado de calamidade pública, assim como os quatro municípios em alerta e os 19 em estado emergencial.

“São mais de 88 mil metros de cabo subaquático em 90 travessias, em 23 municípios, uma elevação de 96 travessias de cabos em 35 municípios e outras ações de sinalização da rede elétrica. O remanejamento de redes elétricas, assim como o monitoramento de desabamentos continua sendo prioridade das equipes”, salientou Albuquerque.

A ação da empresa será contínua, uma vez que a enchente castiga os municípios nas cabeceiras dos grandes rios e chegará nas regiões do médio e baixo Amazonas, influenciando na cheia do rio Negro, explicou o diretor. Garantiu também, qualidade, segurança e confiabilidade no serviço de fornecimento de energia elétrica em todo o estado. (Mercedes Guzmán – Fotos: Áida Fernandes)

Roberto Brasil