Alunos participam de gincana de matemática ‘de olho’ na Prova Brasil

By -

IMG_0033

As principais bases matemáticas, sistemas fracionários, grandezas e medidas, entre outros conteúdos que irão constar na Prova Brasil de 2015 foram trabalhados na 1ª Gincana de Matemática, realizada na tarde de sexta-feira, 21, pela Escola Municipal Paula Frassinetti, localizada no bairro da Glória, zona Oeste. A atividade envolveu duas turmas dos 5º ano, no período da manhã e tarde, além de professores e pais de alunos.

“O nosso objetivo com este evento é promover um estudo atrativo sobre a disciplina da matemática e, principalmente, alcançarmos a nossa meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que é 7,4, para ficarmos entre as 15 escolas melhores colocadas no exame nacional”, explicou a gestora, Joanita Aquino Afonso.

  IMG_0013

A gincana aconteceu por meio de perguntas e respostas de múltipla escolha. A pedagoga Kellen Silva, que esteve à frente da organização da atividade junto aos professores da disciplina, salientou que o evento foi realizado para os alunos vivenciarem uma nova experiência acadêmica.

“Neste evento os alunos têm a oportunidade de experimentar e construir o conhecimento, porque ao longo da preparação absorveram diversos conteúdos”, explicou.

Kellen informou que a gincana contou com a dedicação de professores e pais de alunos que se envolveram no processo. “E com um trabalho pedagógico feito por meio do sistema de apostilas e simulados online, envolvendo, sobretudo, o conteúdo da Prova Brasil”, destacou.

IMG_0008 (1)

Outro assunto abordado durante a gincana foi a porcentagem. O cálculo percentual nada mais é que a multiplicação de um valor qualquer pelo percentual desejado.  Para o aluno Pedro Henrique, 10, esta definição ficou bem definida.

“Com a gincana, aprendi como fazer para encontrar um percentual de determinado valor que eu queria.  Tipo encontrar 20% de algum valor. Isso é importante e eu vou levar para toda minha vida”, observou.

Para o estudante Romano Cunha, 11, a gincana serviu para reforçar conteúdos conhecidos. “Serviu para eu conhecer mais sobre formas geométricas, expressões numéricas, as bases de matemática, como adição e multiplicação, entre outros assuntos”, destacou Romano.

Áida Fernandes