Aleam recebe presidente da AAM para debater sobre comarcas no interior

By -

João Campelo, pres. AAM

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), atendendo requerimento do deputado Sinésio Campos (PT), realizou na manhã desta quarta-feira (5), uma Sessão Especial com o presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM), João Campelo (Pros), para apresentar argumentos sobre a proposta do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), de aglutinar 12 comarcas do interior do Amazonas.

O presidente da AAM aproveitou a oportunidade para pedir dos parlamentares mais união em benefício dos municípios do Amazonas. “Queremos fortalecer nosso trabalho junto a este Poder, aproximar mais os municípios do Legislativo. E temos que debater essa ameaça de fechar 12 comarcas. Temos dificuldades de ter profissionais no interior e por isso precisamos fortalecer o interior”, disse.

O presidente da ALEAM, David Almeida (PSD), disse que agendará uma reunião com o presidente do TJ-AM, Flávio Pascarelli, para discutir sobre a aglutinação de comarcas junto ao presidente da AAM, João Campelo.

João Campelo também pediu dos deputados estaduais apoio para evitar o fechamento da agência do Banco da Amazônia (Basa) no município de Carauari. “Nós já tivemos duas agências do Basa no interior. Já fecharam a agência de Eirunepé e agora querem fechar Carauari. Temos que buscar evitar isso no Governo Federal”, disse.

Sobre o fechamento da agência do BASA no município de Carauari, o deputado Berlamino Lins (Pros), afirmou que já tem adiantado em Brasília, pelo deputado federal Átila Lins (PSD), conversas com a Casa Civil do Governo Federal para evitar o fechamento da agência. 

Sugestões

O líder do governo, Sabá Reis (PR), sugeriu aos deputados que usem as emendas impositivas do orçamento do Governo do Amazonas para 2018, para a compra de remédios para os municípios. “Sugiro aos deputados que usemos 10% do valor das emendas e façamos uma compra global de medicamento destinada aos municípios, numa cooperação com a AAM, demonstrando nosso apoio aos municípios”, disse o deputado.

O deputado José Ricardo (PT), aproveitou a presença do presidente da AAM, para cobrar uma postura de fiscalização do gasto do dinheiro público pelos prefeitos e também do Governo do Amazonas. “Precisamos fortemente que os prefeitos sejam mais transparentes com os gastos públicos. Sugerimos que os pagamentos das obras sejam atestados por um conselho comunitário que, de fato, verifique a execução da obra e somente assim os pagamentos sejam feitos pelos prefeitos”, afirmou José Ricardo.

Roberto Brasil