Aleam garante pagamento de vale-alimentação extra apesar da queda no repasse constitucional

By -
O parcelamento do bônus será em seis vezes

O parcelamento do bônus será em seis vezes

A redução do valor repassado pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa do Amazonas (duodécimo), definido pela Constituição Federal, de janeiro para fevereiro, levou à adoção de uma nova medida de contenção de custos: o parcelamento do ‘vale-alimentação extra’ concedido anualmente aos servidores a título de bônus de Natal, para garantir que esse benefício não seja suspenso, apenas diluído em seis pagamentos.

A Assembleia dividiu o pagamento do ‘vale-alimentação extra’ – pago no mês de dezembro – em duas parcelas de R$ 600,00 a serem pagas em janeiro e fevereiro deste ano. A parcela de janeiro foi paga normalmente, porém, com a queda na arrecadação da receita estadual, o repasse dos recursos teve uma queda aproximada de 8%, algo em torno R$ 2 milhões e a Diretoria Geral da Aleam adotou o parcelamento do bônus em seis vezes de R$ 100,00, mantendo o benefício, porém de forma escalonada.

De acordo com o diretor-geral da Aleam, Wander Motta, o Poder Legislativo trabalha com a perspectiva de que nos próximos meses não deverá haver alteração no quadro econômico geral do país e tampouco na arrecadação estadual. “Havendo a continuidade da redução do repasse, a Casa já está tomando medidas para não ser surpreendida nos próximos meses e para que não aconteçam problemas de pagamento nem de fornecedores e nem de servidores”, acentuou Motta.

Roberto Brasil