Afeam antecipa atendimento do Banco do Povo nas calhas do Juruá e Purus devido a cheia

By -

Os municípios das calhas dos rios Juruá mais Parintins e do Purus tiveram a programação de atendimento do banco do povo, a linha de microcrédito da Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A. (Afeam) antecipada.

O objetivo, que segue determinação do governador do Amazonas, professor José Melo, é socorrer as atividades produtivas locais, empreendedores em geral que estão tendo prejuízos com a cheia dos rios da região.

Para os municípios das duas calhas de rio, estão previstos investimentos da ordem de R$ 5 milhões e seiscentos mil reais, com o financiamento de microcréditos de até R$ 15 mil.

O presidente da Afeam, Alex Del Giglio, destacou a sensibilidade do governador José Melo, em socorrer o comércio e as famílias de agricultores que estão perdendo o pouco que têm com o avanço da cheia com a antecipação da  ida do Banco do Povo a essas localidades.

Guajará, Ipixuna, Envira, Itamarati, Carauari e Juruá, localizados na calha do Juruá, e mais Parintins receberão os técnicos da Afeam e os parceiros da instituição, Sebrae e Idam, a partir do dia 10, já do próximo mês de abril, dependendo do município , de acordo com oi calendário.

Em Pauini, Boca do Acre, Lábrea, Tapauá, Canutama e Beruri, na calha do Purus, o atendimento será a partir de 15 de maio, conforme cronograma da agência de fomento, explica o diretor de crédito da Afeam, Jacques Douglas.

Segundo a Defesa Civil do Estado, municípios da calha do rio Juruá, como Carauari, Envira e Juruá estão em situação de alerta.  Conforme a Federação da Agricultura do Estado do Amazonas (Faea), a produção agrícola, principalmente de hortaliças e frutas são as mais afetadas pela cheia dos rios nesse ano.

Roberto Brasil