Aécio traz apoio do PSDB nacional para Artur

By -

artuneto-aecioneves

Artur Neto / Aécio Neves

Todos os aliados do segundo turno das eleições e o candidato Artur Virgílio Neto, candidato a prefeito de Manaus, se uniram ontem na recepção ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) – um dos nomes fortes do partido para disputar a Presidência da República em 2014 – que veio à capital amazonense participar do comício de encerramento da campanha. Artur, Serafim Corrêa (PSB), Henrique Oliveira (PR) e Pauderney Avelino (DEM) se juntaram a dezenas de jornalistas e correligionários para a recepção e uma entrevista coletiva improvisada no saguão do terminal.

Logo na descida do avião, o senador afirmou que veio a Manaus em nome da direção nacional do partido para apoiar Artur Neto. “Artur será um extraordinário prefeito de Manaus. Ele, acima de tudo, é liderança nacional. Artur é respeitado por seus aliados, mas também por eventuais adversários políticos. Portanto, eu estou aqui em nome de toda a direção do partido para dizer, de forma muito clara, a dimensão desta eleição: de que com o apoio dos seus companheiros do Congresso Nacional ele vai fazer as parcerias necessárias com o governo federal. Nós temos a certeza de que a vitória será da verdade. Nós tucanos estamos muito felizes”, declarou.

artuneto-aecioneves2

Aos ser questionado sobre uma possível candidatura para presidente, Aécio desconversou com mineirês: “Sou mineiro. Não vou colocar o carro na frente dos bois”, disse, afirmando ser precoce a discussão em torno dos nomes e das candidaturas.
Os jornalistas também citaram o discurso da presidente Dilma Rousseff (PT) feito na noite de segunda-feira (22), em comício da candidata comunista. Diante disso, o senador mineiro apontou que a presidente está fazendo “discurso de alinhamento dos governos estaduais e municipais em todas as capitais. Isso é um discurso de regime de exceção e quem lutou tanto pela democracia, não pode aceitar de forma tranquila o discurso da presidente”, acentuou.

O candidato Artur Neto comentou que o apoio do amigo e senador mineiro é simbólico, mas a decisão será do povo no próximo domingo (28). “Os apoios são carregados de esforços, apelo simbólico, de solidariedade e companheirismo. Isso se aplica para qualquer lado, mas quem decide a eleição é o povo e, portanto é para eles que eu volto a minha esperança”, destacou Artur.

Redação