Abdala Fraxe recebe denúncias de mutuários do Residencial Verona e vai acionar Caixa

By -
Dep. Abdala Fraxe

Dep. Abdala Fraxe

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas (CDC-Aleam), deputado estadual Abdala Fraxe (PTN), informou nesta quinta-feira (27), no Plenário Ruy Araújo, ter recebido denúncia de mutuários do Conjunto Residencial Verona Premium, de práticas abusivas por parte da Caixa Econômica que estaria cobrando juros por causa do atraso de obras.

Localizado na Avenida Cláudio Mesquita, no km 1, da BR-174 (Manaus/Boa Vista), o Residencial Verona  é formado por 1.168 apartamentos, dos quais fora entregues apenas 800. O parlamentar informou que mais de 300 mutuários ainda não receberam seus apartamentos, e os que foram entregues, em sua maioria, estão apresentado problemas de rachaduras.

Abdala Fraxe explicou que a Premium Engenharia abandonou a obra em outubro de 2014, deixando mais de 300 apartamentos inacabados, e entregou a obra à Caixa Econômica, que acionou a seguradora J.Malucelli. “Vai fazer um ano e o segurador não fez o levantamento, impedindo a Caixa de terminar a obra”, informou, ressaltando ainda a falta de infraestutura do condomínio, como rede de esgoto, o que pode gerar problemas ambientais nos igarapés que passam atrás do empreendimento residencial.

Diante da denúncia apresentada pelos mutuários, Fraxe disse que a Caixa vai ser acionada pela CDC-Aleam, visando tentar resolver a situação com relação à de juros por atraso da obra aos mutuários. “Os moradores entraram na Justiça; a juíza Jaíza Pinto concedeu liminar em maio para que as cobranças fossem suspensas, porém continuam recebendo a cobrança”, informou.

Roberto Brasil