Abdala Fraxe lamenta situação em que vivem moradores da estrada BR-319

By -
Dep. Abdala Fraxe

Dep. Abdala Fraxe

A situação dos amazônidas que vivem ao longo da BR-319, retratada na reportagem que faz parte da série “BR-319, o caminho da esperança”, do programa Bom Dia Amazônia, foi tema do discurso do deputado estadual Abdala Fraxe (PTN), nesta terça-feira (13), no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

O parlamentar destacou o desabafo da moradora Maria Patrício ao contar que as condições da rodovia eram melhores quando chegou na Amazônia vinda de Curitiba (PR), quando a estrada era um tapete. “Admirei a persistência dessa moradora em teimar em viver na BR-319, engolindo poeira, acreditando que um dia a entrada será recuperada e que irá gerar desenvolvimento como fazia na década de 80”, mencionou.

O argumento do coordenador Geral de Transporte e Mineração do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Marcos Vinícius Melo, de que a instituição aguarda que o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) seja concluído para que seja iniciada a análise, é na opinião do deputado, uma demonstração de como o governo federal destrata os amazônidas.

Com 877 quilômetros de extensão, a BR-319 liga a capital do Amazonas a Porto Velho, em Rondônia. Inaugurada durante o Regime Militar, na década de 1970, a estrada foi pavimentada, mas não recebeu a devida manutenção e se deteriorou. Em alguns trechos, ainda é possível ver o asfalto e a sinalização originais. Em outros, a floresta toma a estrada.

Viagem

Abdala Fraxe destacou a viagem que o deputado Francisco Souza (PSC) está fazendo no trecho Manaus/Humaitá/Lábrea, a convite da empresa Eucatur. “As empresas do setor produtivo do país tentam reabrir uma estrada que é de responsabilidade do Governo Federal manter intacta”, frisou.

Roberto Brasil