Abdala Fraxe fala da ação contra aumento de energia e explica mal entendido

By -
Dep. Abdala Fraxe

Dep. Abdala Fraxe

Em pronunciamento da tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quarta-feira (4), o deputado Abdala Fraxe (PTN) anunciou que foi ao Ministério Público do Estado dar entrada em uma ação coletiva – envolvendo sete entidades que representam a Defesa do Consumidor do Estado – contra o aumento da tarifa no consumo de energia.

De acordo com o deputado, a iniciativa marcou o de entidades de Defesa do Consumidor como, Ministério Público Federal e Estadual, Defensoria Pública Estadual e Federal, Procons Estadual e Municipal, além das comissões de Defesa do Consumidor da Câmara e da Aleam. “Uma ação justa e que acreditamos será eivada de êxito no sentido de combater e não deixar acontecer esse aumento de até 42% no consumo de energia elétrica da população amazonense, mesmo apesar de ela estar valendo a partir do dia primeiro de novembro”, observou Abdala Fraxe.

Mal entendido

O deputado Abdala Fraxe falou também a respeito de um mal entendido que envolveu a ele e à deputada Alessandra Campêlo (PCdoB), no final da tarde de terça-feira (3), quando circulou nas redes sociais um vídeo em que ele proferia um xingamento, no momento em que a parlamentar discursava na tribuna. A deputada interpretou como se a expressão fosse dirigida a ela, mas Abdala Fraxe explicou ao presidente Josué Neto (PSD) que no momento do discurso da deputada comunista, ele estava em uma ligação de mais de 20 minutos com a operadora de seus cartões de crédito, que haviam sido clonados.

“Eles estavam ligando para mim comunicando que estavam fazendo compras em São Paulo e Rio de Janeiro, comprando passagens e que por isso eles estavam cancelados. Essa conversa já estava ficando longa, passando de setor em setor, até que a ligação caiu e eu, já aborrecido com tudo aquilo, ato contínuo, infelizmente proferi aquele comentário que não deveria, mas em função daquilo que estava acontecendo comigo”, explicou o parlamentar, descartando qualquer tentativa de ofender a colega de parlamento.

Roberto Brasil