Abdala Fraxe denuncia precariedade das casas do Minha Casa, Minha Vida construídas em Rio Preto da Eva

By -
rio
O deputado estadual Abdala Fraxe (PTN), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC-Aleam), denunciou, hoje, na tribuna, a situação precária das casas do programa Minha Casa, Minha Vida, erguidas pela Staff Construções, no município de Rio Preto da Eva (a 80 quilômetros de Manaus).

O presidente, que recebeu uma comitiva de moradores do Conjunto Residencial Sebastião Francisco da Costa, relatou que as casas e toda a infraestrutura, como esgoto, abastecimento de água, de energia elétrica e até o sistema viário do conjunto estão comprometidos, apresentando uma série de problemas.

rio2

“É um verdadeiro absurdo, um descalabro. Um conjunto que foi entregue há três meses e as casas estão com rachaduras, a fossa absolutamente entupida, o esgoto não funciona, a água chega de maneira precária, o sistema viário em desmoronamento. E são de um programa do governo federal, que faz com que a população de Rio Preto da Eva passe por essa situação de constrangimento. Essas casas não são de graça, as pessoas pagam prestações por elas”, ressaltou, ao destacar que o conjunto dispõe de 500 casas e cada uma custa R$ 80 mil.

ri3

De acordo com o representante da comitiva de moradores de Rio Preto da Eva, Altemir Barroso, ontem, após uma reunião com os condôminos e representantes da CDC-Aleam, ficou acertado que a denúncia seria formalizada, hoje, na comissão. “O povo daquele conjunto, que representa em torno de 1,5 mil pessoas, está pedindo socorro. Nós viemos aqui na Assembleia, com o presidente da CDC, e acreditamos que ele irá nos ajudar a resolver essa situação”, disse.

rio4

O presidente da CDC-Aleam informou que a empresa será notificada, ainda nesta semana, a comparecer na comissão para prestar os esclarecimentos e apresentar providências a serem tomadas no conjunto. “A comissão está de portas abertas para esses moradores e atuará firmemente em relação a essa demanda”, garantiu Fraxe.

Mario Dantas