15 milhões de jovens têm direito a passagem grátis e não usam benefício

By -

Programa ID Jovem possibilita viagem em ônibus interestadual e beneficia jovens com idade entre 15 e 29 anos, de famílias com renda mensal de até dois salários mínimos

Mais de 15 milhões de jovens brasileiros têm direito a vagas gratuitas em ônibus interestaduais e à meia-entrada em espetáculos artísticos, culturais e esportivos. Mas, até junho, apenas 200 mil deles tinham se habilitado ao benefício. Esses descontos podem ser pleiteados por meio do programa ID Jovem, criado pela Secretaria Nacional da Juventude do governo federal em 2016 e que beneficia jovens com idade entre 15 e 29 anos, estudantes ou não, cuja família tenha renda mensal de até dois salários mínimos.

As edições deste ano dos festivais de música Rock in Rio e Lollapalooza já aceitaram o desconto e, durante o período de ingressos, ofereceram em suas páginas oficiais as informações para quem quisesse comprar entradas com a ID Jovem.

Os jovens que quiserem usar o benefício para viajar devem atentar para o fato de que a gratuidade vale apenas para duas vagas de cada ônibus interestadual. Se estas forem preenchidas, há ainda duas vagas com 50% de desconto para portadores da ID Jovem. O bilhete deve ser solicitado pelo menos três horas antes do horário de partida, diretamente no guichê da viação responsável pela viagem. Não é possível solicitar isenções ou descontos em compras pela internet.

Vale lembrar que o benefício não se aplica a deslocamentos entre municípios de um mesmo Estado ou dentro de uma mesma cidade. Além disso, não estão incluídos no desconto os custos com pedágios e as taxas de embarque, que devem ser pagos à parte pelos beneficiários.

Também é possível usar a ID Jovem em trajetos de trem ou embarcação.

Pré-requisitos. Além de se enquadrar nos critérios de faixa etária e renda do programa, quem quiser emitir a ID Jovem precisa estar inscrito no Cadastro Único do governo federal e ter atualizado suas informações há, no máximo, 24 meses.

É necessário ainda ter o Número de Identificação Social (NIS) impresso no Cartão Cidadão, no extrato do FGTS ou na Carteira de Trabalho. O cadastro na ID Jovem pode ser feito pela internet ou diretamente no aplicativo do programa.

O cartão pode ser físico ou virtual – se for emitido pelo aplicativo do programa, basta mostrá-lo na tela do smartphone –, e deve sempre ser apresentado junto com um documento oficial com foto. Sua validade é de 180 dias a partir da data de emissão. Depois desse período, será preciso fazer uma nova verificação dos dados de beneficiário e emitir outro cartão. (Estadão Conteúdo)

Roberto Brasil